Top 10 curiosidades sobre o Sol

Grande estrela que se encontra no centro do sistema orbital onde a Terra se encontra, o Sol é um astro de que dependemos muito para manutenção da nossa vida. É graças a ele que o nosso planeta pôde evoluir a ponto de ser o que é hoje. Porém, muito mais do que isso, essa estrela possui outras características tão interessantes que vale fazer uma lista de curiosidades sobre o Sol, e apenas para ele. É o que faremos a seguir.

 

Curiosidades sobre o Sol


10 A Terra é muito minúscula perto dele 


A Terra é muito minúscula perto dele Pela distância, não conseguimos mensurar isso, mas, o Sol é muitas vezes maior do que a Terra. Para se ter uma ideia do tamanho dessa estrela comparado com o nosso planeta, a massa dela é, pelo menos, 330 mil vezes maior do que a da Terra. Mas não para por aí. Caso o Sol fosse oco, poderiam caber 960 mil Terras dentro dele! Não é à toa que esse astro, sozinho, detém 99,86% da massa de todo o Sistema Solar. Um verdadeiro gigante.


9 Um dia seremos, literalmente, consumidos pelo Sol 


Um dia seremos, literalmente, consumidos pelo Sol Calma que ainda vai demorar para acontecer. Porém, daqui a uns 130 milhões de anos, mais ou menos, o Sol começará a queimar todo o seu hidrogênio, bem como o hélio contido nele. Isso fará com que ele se expanda cada vez mais, e engolirá Mercúrio, Vênus e Terra. Será nessa fase que ele se transformará no que chamamos de gigante vermelha. Depois disso, o Sol entrará em colapso e irá diminuir de tamanho, mantendo sua enorme massa, mas com o volume aproximado da Terra. É quando ele se tornará uma anã branca, e irá morrer (sim, as estrelas também morrem, digamos assim), concluindo o processo daqui a uns 5 bilhões de anos.


8 As manchas solares nos informam sobre o nosso clima 


As manchas solares nos informam sobre o nosso clima Uma das curiosidades sobre o Sol mais interessantes é que, em sua superfície podem ser vistas o que chamamos de manchas solares. Elas nada mais são do que áreas geradas por intensas atividades do campo magnético da estrela. Porém, a parte peculiar é que elas podem nos informar sobre possíveis mudanças climáticas. Isso acontece porque, primeiramente, essas manchas possuem um ciclo de cerca de 11 anos terrestres, ou seja, a cada 11 anos, sua intensidade na superfície varia. Portanto, a diminuição do ciclo solar tem efeitos no clima daqui, pois cientistas já constataram antes.


7 O Sol é responsável pela belíssima aurora boreal 


O Sol é responsável pela belíssima aurora boreal Com certeza, um dos fenômenos naturais mais bonitos vistos aqui na Terra é a aurora boreal, e o seu festival de cores pra lá de psicodélico. Porém, entre outros fatores, esse fenômeno também é causado pelo Sol. Funciona assim: o vento solar interage com as partículas de nossa atmosfera. A partir do momento em que entram em colisão com as partículas gasosas daqui, as partículas carregadas pelo vento solar geram a aurora boreal, que é mais nitidamente vista em regiões da Europa.


6 O mais próximo do Sol não é o mais quente 


O mais próximo do Sol não é o mais quente O planeta que fica mais perto do Sol, Mercúrio, por incrível que pareça, não é mais quente do todo o Sistema Solar. Esse posto vai para Vênus, que está cerca de 48 milhões de quilômetros mais distante do Sol do que Mercúrio. Vênus é envolto por uma atmosfera bastante espessa (100 vezes mais do que a Terra), o que impede que a energia solar escape com facilidade de volta para o espaço. Isso faz com que a temperatura média de Vênus apenas na superfície seja de 468°C, enquanto que em Mercúrio, essa temperatura é de 472°C.


5 Temperaturas altíssimas no interior do Sol 


Temperaturas altíssimas no interior do Sol A energia do núcleo do Sol é gerada por meio de fusão nuclear à medida que o hidrogênio presente ali se converte em hélio. Caso não fosse a sua enorme força gravitacional, a estrela explodiria, já que objetos quentes, em teoria, expandem. Isso tudo faz com que a temperatura no núcleo do Sol chegue a impressionantes 15 milhões de graus Celsius, enquanto que na superfície a coisa fica mais “amena”, chegando a 5.600°C.


4 Apenas mais uma estrela entre tantas 


Apenas mais uma estrela entre tantas Por mais que o Sol possa parecer imponente, pelo menos, se comparado à Terra, a verdade é que ele é apenas uma das mais de 100 bilhões de estrelas espalhadas pela Via Láctea (sendo este apenas mais uma dentre tantas outras inúmeras galáxias pelo espaço). Em relação a essas curiosidades sobre o Sol, podemos dizer que ele é uma estrela relativamente jovem, tendo feito parte de uma geração de estrelas que recebeu o nome de População I, sendo astros formados por elementos mais pesados do que o hélio, por exemplo.


3 Descobertas científicas importantes sobre o Sol 


Descobertas científicas importantes sobre o Sol Por muito tempo se achava que o Sol é que girava em torno da Terra. Mesmo que fosse consenso de que o Sol era meio que “subordinado” ao nosso planeta, muitas culturas antigas o referenciavam e frequentemente modificavam formações rochosas. Ou simplesmente construíam monumentos de pedra para marcar os movimentos solares e lunares. Com isso, mapearam estações e criaram calendários. Porém, foi somente em 1543 que Nicolau Copérnico descreveu um modelo heliocêntrico do Sistema Solar, onde o Sol é que era o centro de tudo. Em 1610, Galileu aprimorou isso, e com as descobertas das luas de Júpiter, constatou-se que nem todos os corpos celestes giravam ao redor da Terra. Muito pelo contrário.


2 Uma bomba sempre prestes a explodir 


NASA | Fiery Looping Rain on the Sun

O Sol é repleto de processos químicos e físicos constantes tão intensos e perigosos que ele pode ser descrito quase como uma bomba atômica hiper mega gigantesca. Sorte a nossa que ficamos com as “sobras” dessas reações todas, e isso inclui radiação, ventos solares, etc. Isso acontece porque ele não é, digamos, uma imensa “bola de fogo”, e sim, uma bomba de fusão nuclear que já vem explodindo há bilhões de anos. No fenômeno do vídeo acima, cada segundo representa 6 minutos no tempo real.


1 Os ventos solares moldaram a Terra 


NASA | Magnificent Eruption in Full HD

Podemos dizer que foram os fenômenos dos ventos solares que estruturaram tudo no Sistema Solar, incluindo a Terra. Os planetas, provavelmente, começaram a sua vida como uma mistura disforme de rochas e gases. Mas foram justamente as ventanias solares que mudaram tudo, varrendo os gases e deixando as rochas, que se tornaram os planetas, luas e massas sólidas em geral. É por isso, inclusive, que os planetas mais próximos do Sol são rochosos e menores (foram os que mais sofreram com a “varredura”).

Pois é. Essas curiosidades sobre o Sol mostram que essa estrela realmente é mais importante para a Terra do que se possa imaginar. Além disso, você também pode ver as interessantes curiosidades sobre o Universo.

fontes: space-facts, astrotourism, earthsky, space, super

Deixe seu comentário

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui


Mais Listas